FPBio critica a decisão da ANP sobre o biodiesel no RS

FPBio critica a decisão da ANP sobre o biodiesel no RS

A decisão da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) de suspender a comercialização e distribuição de biodiesel no Rio Grande do Sul por 30 dias provocou reações da Frente Parlamentar do Biocombustível (FPBio).

Confira na palma da mão informações quentes sobre agricultura, pecuária, economia e previsão do tempo: siga o Canal Rural no WhatsApp!

Segundo a bancada, a medida, tomada em caráter emergencial para auxiliar na logística de distribuição de combustíveis fósseis em meio às inundações que atingiram o estado, vai gerar um impacto negativo na produção de biodiesel e farelo de soja, além de prejudicar o setor de carnes.

O deputado federal Alceu Moreira (MDB-RS), presidente da FPBio, critica a falta de análise por parte da ANP antes de tomar a decisão, que, segundo ele, amplifica os efeitos da calamidade que atingiu o estado.

“A indústria gaúcha de processamento de soja e produção de biodiesel vem operando em condições adversas (…) e em nenhum momento deixou de disponibilizar e abastecer o mercado consumidor de farelo de soja, óleo de soja e biodiesel”, diz texto de ofício assinado por Alceu Moreira, enviado à ANP.

O ofício informa que 89% das unidades produtoras de biodiesel no estado estão em operação e que há condições técnicas para o escoamento da produção.

Alceu Moreira sublinha que as usinas gaúchas estão com estoques elevados de biodiesel e que a decisão da ANP vai provocar um “prejuízo desnecessário”.

“A ANP tem orçamento para ressarcir esses setores e a economia gaúcha das perdas que sua decisão já está causando?”, questiona o palarmentar.

O post FPBio critica a decisão da ANP sobre o biodiesel no RS apareceu primeiro em Canal Rural.

Tags :

Share this :

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *