Operação quer apreender 6 mil cabeças de gado e doar carne para Rio Grande do Sul

Operação quer apreender 6 mil cabeças de gado e doar carne para Rio Grande do Sul

Uma operação emergencial para retirada de gado criado ilegalmente na Floresta Nacional (Flona) do Jamanxim, em Novo Progresso (PA), deve começar na próxima semana.

Confira na palma da mão informações quentes sobre agricultura,  | pecuária, economia e previsão do tempo: siga o Canal Rural no WhatsApp!

A ação é uma resposta a uma recomendação do Ministério Público Federal (MPF) e será realizada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação (ICMBio) e pela Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará).

Segundo autoridades, eles podem destinar a carne do gado apreendido à população afetada pelas recentes enchentes no Rio Grande do Sul, o que já teve a autorização da Adepará.

Gado

Segundo o MPF, a Flona do Jamanxim é uma das unidades de conservação mais desmatadas do país. Desde a sua criação, em 2006, uma área equivalente a 115 mil campos de futebol foi convertida em pastagem ilegal, segundo o ICMBio.

Na Flona do Jamanxim e em outras duas Flonas próximas (Crepori e Itaituba II), há cerca de 100 mil cabeças de gado, sendo que aproximadamente 85% das vendas são de animais criados na Flona do Jamanxim.

O MPF reforçou a necessidade de autuar e multar nos casos em que for evidenciada fraude sanitária.

O Ministério Público Federal (MPF) recomendou a operação e também pediu a demolição de estruturas ilegais e a instalação de uma base de fiscalização permanente na área.

O post Operação quer apreender 6 mil cabeças de gado e doar carne para Rio Grande do Sul apareceu primeiro em Canal Rural.

Tags :

Share this :

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *